segunda-feira, 2 de maio de 2011

mas há assim tanto que ver em NY?

esta foi a pergunta com a qual me brindou o colega do lado no dia da minha partida. e quando regressei ao trabalho ele repetiu a pergunta.
ora se na primeira vez respondi: não sei, mas tenho quase 8h de vôo para pensar nisso, da segunda vez respondi com propriedade: em NY? ah, não há nada para ver, então, aquilo é praticamente um bairro pequenito, quase um beco

ignorância? provocação?
não sei.
mas também gostei do comentário de outro que, perante a minha afirmação «NY é uma série de mundos dentro de um mundo», disse «sempre foi assim».
sim, ok. mas até agora eu não tinha ido lá, in loco, averiguar isso mesmo, 'tá?

Sem comentários:

Enviar um comentário